Escolha uma Página

TRINTA E UM ANOS DEPOIS, Vinícius Junior tornou-se o 23º jogador, terceiro brasileiro, a marcar três gols no clássico Real Madrid x Barcelona, igualando-se a Romário, autor do primeiro hat-trick, nos 5 x 0 do Barcelona, em 8 de janeiro de 1994, que por sua vez foi o segundo do Barcelona, depois de Evaristo Macedo fazer três gols nos 4 x 0 de 26 de outubro de 1958. Os três gols de Vinicius Junior foram no 1º tempo da decisão da Supercopa da Espanha, que o Real Madrid ganhou por 4 x 1, com o último gol do ex-santista Rodrygo.

SÓ QUATRO FIZERAM HAT-TRICK no clássico Real Madrid x Barcelona: os espanhóis Jaime Lezcano e Santiago Bernabeu (1916), que dá nome ao estádio do Real Madrid; o húngaro Ferenc Puskas (1963-1964), e o argentino Lionel Messi (2007 e 2014), o único, que apesar dos três gols, não conseguiu vencer os jogos, empatando (3 x 3) em 2007 e perdendo (4 x 3) em 2014. O último a marcar três gols no clássico havia sido o francês Benzema, na goleada de 4 x 1 do Real Madrid em 5 de abril de 2023.

COM OS TRÊS GOLS DOS 4 X 1 da final de ontem (14), no estádio de Riad, capital da Arábia Saudita, Vinicius Junior tornou-se o primeiro brasileiro da história do Real Madrid a conseguir tal feito, o que lhe valerá homenagem do clube na galeria de suas figuras notáveis. Bom destacar também que foi o primeiro título do técnico italiano Carlo Ancelotti após renovar o contrato até dezembro de 2026, e que o time ampliou a invencibilidade nos últimos 21 jogos, com 18 vitórias, 3 empates e saldo de 36 gols, com 56 marcados e 17 sofridos.

MAIOR CAMPEÃO da Espanha e da Europa, o Real Madrid ganhou pela 13ª vez a Supercopa, depois de 14 vezes campeão europeu, sendo bom destacar que Vinícius Junior foi também o autor do gol da vitória da penúltima Champions, 1 x 0 no Liverpool, na final de 2023, no Stade de France, em Saint Denis, nos arredores de Paris. O atacante brasileiro agradeceu o apoio do clube na sua recuperação, citando especialmente o trabalho dos fisioterapeutas e a confiança do técnico Carlo Ancelotti.

UM DIA DEPOIS dos três gols na final da Supercopa da Espanha, Vinicius Junior foi incluído na seleção dos melhores do mundo de 2023, em que só outro brasileiro foi escolhido, o goleiro Ederson, do Manchester City, do melhor técnico, o espanhol Josep Guardiola. O ataque foi formado por Messi, Haaland, Mbappé e Vinicius Junior. Messi ganhou o prêmio The Best (O Melhor) pela 8ª vez, e o brasileiro Guilherme Madruga mereceu o prêmio de gol mais bonito do mundo de 2023, recebendo o prêmio Puskas.

BOM LEMBRAR: o prêmio de melhor do mundo, da revista France Football, foi instituído em 1991, ganho pelo alemão Lotthar Mathhaus, e o primeiro brasileiro a ganhar foi Romário, campeão do mundo em 1994. Depois dele, Ronaldo (96 e 97), Rivaldo (99), Ronaldo, campeão do mundo e artilheiro da Copa de 2002, e Ronaldinho Gaúcho, o segundo premiado duas vezes consecutivas, em 2004 e 2005. Desde Kaká, em 2007, nenhum outro brasileiro voltou a ganhar o prêmio de melhor do mundo.