A VIRADA DO ATLÉTICO MINEIRO sobre o Fortaleza por 3 x 2, nos acréscimos do último jogo da noite de ontem (25), pela 14ª rodada, fez de Rever, capitão do time, o zagueiro com mais gols da história da Série A do Campeonato Brasileiro, desde 1959, com o 34º que marcou em 351 jogos. Foi o 16º gol pelo Atlético, depois de 9 pelo Flamengo, 7 pelo Grêmio e 2 pelo Internacional, campeão em todos os times.

O BRASILEIRO DE 2022 é o 15º de que o paulista Rever Humberto Alves Araújo participa aos 37 anos, capricorniano de 4 de janeiro de 1985, nascido em Ariranha, município de Catanduva, a 430 km da capital.  Rever, ambidestro, 1,92m, iniciou em 2004 no Paulista de Jundiaí, e no ano seguinte ganhou a Copa do Brasil, com 2 x 0 e 0 x 0 com o Fluminense, em Jundiaí e em São Januário.

O ATLÉTICO POUPOU ALGUNS TITULARES, entre eles o meia argentino Nacho Fernandez e o artilheiro Hulk, para o primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores, 3ª (28), com o Emelec, no Equador. O Fortaleza se impôs desde o início e fez 1 x 0 logo aos 3 minutos, com Romarinho de fora da área. Destaque do jogo, o atacante paulista de 31 anos, ex-Corinthians, fez o 2º gol aos 29 minutos.

NA VOLTA DO INTERVALO, o Atlético pressionou muito, mas só conseguiu marcar aos 31, com a cabeçada do meia Rubens, de 21 anos, em seu 1º gol como profissional. O empate, aos 43, foi com o gol de cabeça de Rever, também o 1º que marcou em 2022, suficiente para torná-lo o zagueiro com mais gols (34), do Campeonato Brasileiro, desde que foi unificado em 1959.

O EMPATE JÁ ERA UM ALÍVIO, mas, como se escreve em Portugal, “ao cair do pano”, ou alguns gostam de dizer no Brasil, “ao apagar das luzes”, os deuses do futebol ajudaram na 2ª virada do Atlético no Brasileiro de 2022 (a 1ª foi no 2 x 1 no Avaí, na 8ª rodada). Aos 51 minutos, o chileno Eduardo Vargas cabeceou na direção do gol e o meia Mateus Jussa desviou e fez o gol contra no último lance do jogo.

O ATLÉTICO TERMINOU A 14ª RODADA em 5º, empatado em 24 pontos e 6 vitórias com o Internacional, 4º por ter vantagem de um gol no saldo (7 a 6). Horas antes, o Athletico Paranaense, dirigido por Luiz Felipe Scolari, de 73 anos, técnico mais velho do Brasileiro 2022, venceu o Bragantino por 4 x 2, na Arena da Baixada, e manteve o 3º lugar, por ter mais uma vitória (7 a 6) que o Internacional e o Atlético Mineiro. 

OS TRÊS PRIMEIROS GOLS DO ATHLETICO PARANAENSE foram marcados em 22 minutos: pelo volante Erick, de cabeça, aos 4; pelo lateral-direito colombiano Orejuela, aos 15, e pelo atacante Rômulo, aos 22. Na volta do intervalo, o meia Hugo Moura fez o 4º gol aos 21, e os gols do Bragantino foram de Alerrandro, aos 33, e Lucas Evangelista, aos 36. 4ª derrota do Bragantino, 11º com 18 pontos.

Foto: UOL