No encontro dos campeões cearense e paulista, o Corinthians subiu duas posições e terminou a rodada em oitavo, ao vencer (3 x 1) o Fortaleza, na noite deste último domingo (28) de julho, no estádio Castelão. Foi a décima segunda virada do Brasileirão 2019 e a primeira do Corinthians, que na estreia havia perdido (3 x 2) de virada do Bahia, em Salvador. O Fortaleza havia ganho de virada (3 x 1) da Chapecoense, em Chapecó, na quinta rodada, e agora sofreu a primeira virada.

BOA REAÇÃO – O Corinthians sofreu o gol aos 40 do primeiro tempo, marcado de cabeça pelo meia Osvaldo, com leve desvio no zagueiro Manoel, após cruzamento de Romarinho. Na volta do intervalo, o Corinthians apresentou boa reação e marcou os três em catorze minutos. O argentino Mauro Boselli empatou aos 22, após cruzamento de Pedrinho, que fez 2 x 1 aos 26, com assistência de Mateus Vital, e o lateral Danilo Avelar, com chute de fora da área no ângulo, ampliou para 3 x 1 aos 36 minutos.

CORINTHIANS – Com 19 pontos – 5 vitórias, 4 empates, 2 derrotas e um jogo a menos com o Goiás, que disputará dia 7 de agosto em São Paulo -, o Corinthians ultrapassou Goiás (17) e Botafogo (16), e terminou igual ao Atlético Paranaense, que o supera só por uma vitória (6 a 5). O Corinthians disputará domingo (4) o clássico com o Palmeiras, na Arena Corinthians, mas antes jogará em Montevidéu com o Wanderers, podendo perder por um gol porque venceu (2 x 0) o jogo de ida das oitavas da Sul-Americana.

ESCALAÇÃO – Cássio, Michel (Fagner), Manoel, Gil e Avelar; Gabriel, Pedrinho, Junior Urso (Mateus Jesus) e Mateus Vital; Everaldo (Clayson) e Mauro Boselli. FORTALEZA – Felipe Alves, Gabriel Dias, Quintero, Roger Carvalho (Felipe Pires) e Carlinhos; Juninho, Felipe, Romarinho (Marlon) e Osvaldo (Edinho); Kieza e Wellington Paulista. O técnico Rogerio Ceni foi expulso por insistir em reclamar de decisões do árbitro e não poderá ficar na área técnica no clássico do primeiro sábado (3) de agosto com o arquirrival Ceará. O Fortaleza tem 14 pontos e está a cinco do Fluminense (9), primeiro dos quatro últimos colocados.

ALÉM DE CENI, o árbitro Wilton Sampaio, da Federação Goiana e da FIFA, também advertiu com cartão amarelo, logo no primeiro minuto, o volante Juninho, do Fortaleza, por uma sola no atacante Everaldo. Renda e público não anunciados no Castelão.

Foto: JARBAS OLIVEIRA