Escolha uma Página

Uma semana depois de perder (1 x 0) o clássico com o Palmeiras e do 0 x 0 com o Flamengo, no jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil, o Corinthians venceu no terceiro jogo sob o comando do técnico Jair Ventura, carioca de 39 anos, no primeiro jogo na Arena Corinthians. Uma vitória de muita tensão, a segunda depois dos 4 x 1 sobre o Vasco, em Brasília, quando o técnico ainda era Osmar Loss, e a décima oitava virada do Brasileirão 2018. R$731.299,30. 20.901 pagantes.

REAÇÃO – O Corinthians saiu para o intervalo perdendo com o gol do atacante Hernane, também chamado de Brocador, aos 21 minutos, convertendo com categoria – Cássio de um lado, bola de outro – o pênalti que sofreu do zagueiro Henrique, bem marcado pelo árbitro Rodrigo Ferreira, da Federação Catarinense. Hernane sofreu luxação do braço esquerdo, aos 39, ao cair depois de choque com Léo Santos e deixou o campo chorando na maca. Mateus Peixoto entrou em seu lugar.

JADSON, meio-campo habilidoso e de técnica refinada, fez um belo gol de canhota, empatando aos 13 minutos do segundo tempo, quando era mais forte a pressão do Corinthians, sempre incentivado pela sua Fiel torcida. Daí em diante o time ampliou o domínio, mas só conseguiu a virada aos 43, com o primeiro gol do lateral-esquerdo Danilo Avelar.

EMPRESTADO até junho de 2019 pelo Torino, do norte italiano, Danilo Avelar, 29 anos, 1,85m, canhoto, nasceu em Paranavaí, norte do Paraná, e joga na Europa desde 2010, na Ucrânia, Alemanha e França, onde estava cedido ao Amiens – novo time do meio-campo Ganso, ex-Sevilha -, antes de ser emprestado ao Corinthians.

DUAS POSIÇÕES – Com a nona vitória em treze jogos em casa, o Corinthians subiu do décimo para o oitavo lugar com 33 pontos – 9 vitórias, 6 empates, 10 derrotas, saldo de cinco gols (27 a 22) – e no próximo domingo (23) voltará a jogar em casa com o Internacional. O Sport, com a décima terceira derrota – décima em treze jogos como visitante -, continua em penúltimo com 24 pontos – 6 vitórias, 6 empates, 13 derrotas – e saldo negativo de 17 gols (21 a 38). O Sport está oito pontos à frente do lanterna Paraná (16), cujo retorno à Série B, em 2019, é inevitável.

Foto: Sergio Barzaghi / Gazeta Press