Escolha uma Página

A INGLATERRA QUEBROU O TABU e voltou a vencer a Itália como visitante depois de 62 anos, em 23 de maio de 1961, com os 2 x 1 da noite desta 5ª feira (23), no estádio Diego Maradona, em Napoli, onde Harry Kane fez o gol da vitória e tornou-se o maior artilheiro da seleção, com 54 gols em 81 jogos. O recorde era de Wayne Rooney, o principal da história do Manchester United, que havia marcado 53 gols em 120 jogos, entre 2003 e 2018.

FORA DAS DUAS ÚLTIMAS COPAS, a Itália ainda não conseguiu se estabilizar e o técnico Roberto Mancini segue no fogo cruzado dos comentários. A Inglaterra já saiu para o intervalo com 2 x 0, gols do atacante londrino Declan Rice, de 24 anos, aos 13 minutos, e de Harry Kane, de 29 anos, cobrando pênalti aos 44.

ARTILHEIRO DA COPA DE 2018, na Rússia, Harry Kane, ídolo do Tottenham, fez gol pela 9ª eliminatória consecutiva da Eurocopa, convertendo o pênalti do lateral napolitano Giovanni Di Lorenzo com a mão. O árbitro sérvio Srdjan Jovanovic fez a revisão no VAR e confirmou a marcação, sob protesto dos italianos.

A INGLATERRA jogou com 10 os 11 minutos finais porque o lateral-esquerdo Luke Shaw, de 27 anos, do Manchester United, foi expulso ao cometer duas faltas duras em apenas 54 segundos. No final, o artilheiro Kane comemorou o recorde de 54 gols abraçando o técnico e os companheiros e dando um peixinho na direção da torcida.

A SELEÇÃO DA ITÁLIA homenageou Gianluca Vialli, seu atacante nas Copas de 86 e 90, no primeiro jogo desde sua morte, em janeiro, com os dizeres na parte interna da gola da camisa: “Luca, Azzurro para sempre”. Vialli marcou na carreira 16 gols em 59 jogos, e foi artilheiro e campeão na Sampdoria e na Juventus.

OS JORNAIS DESTA 5ª (23), também destacam a cobrança do meia argentino Paulo Dybala, de três milhões de euros de pagamentos atrasados da Juventus durante o período da Covid. Campeão do mundo em 2022, Dybala fez 115 gols em 293 jogos, entre 2015 e 2022 na Juventus, e está na Roma desde julho de 2022.

                                       BAYERN DEMITE TÉCNICO

UMA DAS PRINCIPAIS NOTÍCIAS dos jornais esportivos europeus desta 5ª feira (23) é a demissão do técnico Julian Nagelsmann, de 35 anos, que tinha contrato com o Bayern Munique até junho de 2026. Para tê-lo, em 2021, o Bayern pagou multa de 20 milhões de euros ao Leipzig pela rescisão do contrato.

O TÉCNICO PERDEU só três dos 37 jogos e eliminou Barcelona, Inter de Milão e PSG, deixando o Bayern classificado às quartas de final da Liga dos Campeões para os dois jogos com o Manchester City. A derrota do último sábado (18), para o Leverkusen, que deixou o time na vice-liderança do Alemão foi a causa da demissão.

Foto: O Tempo / Diário do Nordeste / Goal