Escolha uma Página

O BOTAFOGO estreou no Campeonato Carioca com vitória murcha sobre o Madureira por 1 x 0, gol do ponta Jeffinho, de 24 anos, de volta ao clube, emprestado pelo Lyon, após temporada apagada, com 1 gol em 17 jogos, 16º entre os 18, quase rebaixado no Campeonato Francês, ganho pela 10ª vez pelo PSG.

O PÚBLICO de 7.874 presentes – 6.941 pagantes -, e a renda de R$170.174,00, na noite desta 4ª feira (17), no estádio Nilton Santos, refletem bem o desinteresse pela abertura do Campeonato Carioca de 2024, durante décadas o mais charmoso do Brasil. Com faixas, os torcedores foram duros no protesto contra o dono do clube.

“FODA-SE SUA REDE DE CULPES”! Somos Botafogo! Não somos satélite”! O protesto se estendeu ao lateral Marçal, que substituiu Hugo, e ao meia Marlon Freitas, substituído pelo baiano Newton. Os torcedores dizem que Marçal e Marlon Freitas foram os que mais entraram em declínio na reta final do fracasso de 2023.

O BOTAFOGO INICIA 2024 tentando apagar o trauma de um Campeonato Brasileiro que deixou escapar, após liderar em 31 das 38 rodadas, com seis empates e cinco derrotas, depois de ganhar todos os 10 jogos do turno em casa, sem sofrer gol em 7. A última vitória, 2 x 1 no América Mineiro, havia sido em 18 de outubro (27ª rodada).

A PRIMEIRA VITÓRIA do técnico Tiago Nunes – 4 empates, uma derrota, em 2023 -, foi sem brilho e com o Botafogo sofrendo no 2º tempo a ameaça do empate, com o chute de Rodrigão no travessão aos 30 minutos. As perspectivas para 2024 não são animadoras e o time precisa se reforçar para não provocar decepção ainda maior.

OS ESTREANTES Alexander Barboza, argentino de 28 anos, e Lucas Halter, paulista de 23, ex-Goiás, compuseram a linha de três zagueiros com o baiano Danilo Barbosa, de 27, remanescente da temporada passada. O goleiro paraguaio Gatito jogou porque Jhon, de 27 anos, comprado do Santos, ainda não foi regularizado.

O BOTAFOGO do 1 x 0 na estreia no Carioca de 2024: Gatito, Lucas Halter, Danilo Barbosa e Alexander Barboza; Tchê Tchê (c), Marlon Freitas (Newton), Eduardo e Hugo (Marçal); Jeffinho (Segovia), Tiquinho (Janderson) e Victor Sá. O próximo jogo será com o Bangu, sábado (20), no estádio Nilton Santos.

  • O BOTAFOGO homenageou Zagallo, seu primeiro campeão como jogador (61-62) e técnico (67-68), com um patch na camisa do primeiro jogo de 2024, utilizando o número da preferência dele: Zagallo E13rno”. Outra novidade: as redes em preto e branco, com a estrela solitária no meio.
  • A PORTUGUESA venceu o Bangu por 1 x 0, gol de Romarinho, nesta 4ª feira (17), no estádio Luso Brasileiro. O atacante baiano Hernane Brocador, de 37 anos, campeão da Copa do Brasil de 2013 e do Carioca de 2014 pelo Flamengo, estreou com a camisa 100, em homenagem ao centenário do clube da Ilha do Governador.
  • O BOAVISTA, de Saquarema, promoverá a estreia do atacante Netinho, de 17 anos, irmão caçula de Vinicius Junior, na estreia desta 5ª feira (18) com o Vasco, que escalará reservas. A equipe principal está no Uruguai, onde faz o primeiro jogo do ano com o San Lorenzo, da Argentina, pelo torneio de Maldonado.
  • PELA PRIMEIRA VEZ na Série A do Carioca, o Sampaio Corrêa, de Saquarema, capital brasileira do surfe,a 179 km do Rio, estreará como visitante com o Nova Iguaçu, nesta 5ª feira (18), no estádio Laranjão, da Baixada Fluminense. Enquanto mandante, o Sampaio Corrêa realizará os jogos no estádio Elcyr Resende, em Bacaxá.
  • FECHADO DESDE 28 de dezembro, para a recuperação do gramado, após o Jogo das Estrelas, que Zico promove todos os anos com sucesso, o Maracanã só será reaberto no primeiro domingo de fevereiro (4), com o clássico Flamengo x Vasco.

Foto: Rádio Clube e Vitor Silva (Fogonet)