Escolha uma Página

Em final emocionante, decidida na prorrogação, o Bayern Munique, octacampeão alemão, ganhou a Supercopa da Europa ao vencer de virada (2 x 1) o Sevilha, na noite desta quinta (24), na Arena Ferenc Puskas, em Budapeste, capital da Hungria. O Sevilha fez 1 x 0, gol de Lucas Ocampos, cobrando pênalti de Alaba em Rakitic, aos 13, e Goretzka empatou aos 34, após cruzamento de trivela de Muller. No segundo tempo, o Bayern teve gols de Lewandowski e Sané bem anulados por impedimento.

PRORROGAÇÃO – O gol do quarto título consecutivo do Bayern – campeão alemão, da Copa da Alemanha, da Liga dos Campeões e da Supercopa da Europa – foi do volante espanhol Javi Martinez, de 32 anos, aos 13 minutos do primeiro tempo da prorrogação, cinco minutos depois de ter substituído o lateral-esquerdo francês Lucas Hernandez, de 24 anos. Sem surpresa, o goleiro Manuel Neuer, de 34 anos, 1,93m, voltou a se destacar quando mais forte foi a pressão do Sevilha.

SEGUNDO TÍTULO – Pela sexta vez nas oito últimas edições a Supercopa foi decidida na prorrogação. O volante Javi Martinez foi outra vez decisivo, como na conquista de 2013, em que marcou o gol de empate (2 x 2), levando a final com o Chelsea ao tempo extra e aos pênaltis (Bayern 4 x 2). Bom lembrar: em seu segundo título, o Bayern impôs ao Sevilha a terceira derrota consecutiva em finais de Supercopa da Europa, que o time espanhol perdeu em 2014, 2015, 2016.

32 JOGOS, 23 VITÓRIAS – Após estrear no Campeonato Alemão com a goleada de 8 x 0 no Schalke-04, o Bayern Munique chegou hoje (24) à vigésima terceira vitória e ao trigésimo segundo jogo de invencibilidade, completada com nove empates. Depois de 11 jogos sem iniciar em desvantagem no placar – a última vez havia sido na virada de 4 x 2 sobre o Bayer Leverkusen -, o Bayern voltou a ganhar de virada na final da noite desta quinta. Quase sempre, o time se impõe desde o primeiro tempo.

ESTREANTES – O Bayern promoveu a estreia do atacante alemão Leroy Sané, de 24 anos, comprado do Manchester City, e de volta ao país após ter jogado no Schalke-04, titular da seleção em 23 jogos, 5 gols. Outro estreante foi o meia Ivan Rakitic, croata de 32 anos, após seis temporadas no Barcelona, de 2014 a 2020, com 310 jogos e 36 gols, e em 106 jogos e 15 gols na seleção vice-campeã do mundo em 2018. Rakitic havia feito 34 gols em 149 jogos pelo Sevilha, entre 2011 e 2014.

OS CAMPEÕES – Manuel Neuer, Pavard, Sule, Alaba (Boateng) e Lucas Hernandez (Javi Martinez); Goretzka (Davies), Kimmich e Gnabry; Thomas Muller, Leroy Sané (Tolisso) e Lewandowski. Técnico – Hans-Dieter Flick. Foi a quinta decisão do Bayern, que só havia ganho a Supercopa da Europa em 2013, vencendo o Chelsea nos pênaltis (4 x 2), após 2 x 2 em 120 minutos. Sábado (26) o time faz o segundo jogo no Campeonato Alemão 2020-2021, fora de casa, com o Hoffenheim.

BRASILEIROS – O zagueiro Diego Carlos, de 27 anos, paulista de Barra Bonita, que jogou no Madureira em 2014 e está na Europa desde 2015, foi comprado do francês Nantes, é bem cotado no Sevilha pelo técnico espanhol Julen Lopetegui, de 54 anos, assim como o volante Fernando Reges, goiano de 33 anos, que saiu do Vila Nova em 2007 para o Porto e jogou no Manchester City e no turco Galatasaray, antes de chegar ao Sevilha, que estreia domingo (27) no Campeonato Espanhol, fora de casa, com o Cadiz.

TESTE DE PÚBLICO – A União Europeia de Futebol liberou a venda de seis mil ingressos, a fim de fazer um teste para os futuros torneios. O distanciamento do público na Arena Puskas foi observado sem problema e não houve excesso, inclusive na comemoração dos gols. Bayern 2 x 1 Sevilha teve atuação firme do árbitro inglês Anthony Taylor, de 41 anos, desde 2003 na FIFA. Ele marcou 32 faltas (17 do Sevilha) e advertiu seis com cartão amarelo: Alaba (pelo pênalti) e Lucas Hernandez, e os quatro do Sevilha: Koundé, Escudero, Fernando Reges e Jordan.

Fotos: Yahoo News, Getty Images, Paraná Portal, Diário As