Escolha uma Página

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva acolheu o recurso do Palmeiras e decidiu conceder efeito suspensivo, imoral e que precisa ser banido do futebol brasileiro – ao técnico Luis Felipe Scolari, que dirigirá o time líder, com toda justiça, na área técnica do Allianz Parque, em São Paulo, na abertura da rodada 34 do Brasileirão 2018. Efeito suspensivo é algo que só existe no futebol brasileiro, beneficiando os que cometem infração dentro e fora do campo de jogo.

CRITÉRIO – O Superior Tribunal de Justiça Desportiva concedeu o efeito suspensivo para que Scolari possa estar na área técnica, mas negou ao atacante Deyverson, suspenso por dois jogos, a anistia do segundo jogo e ele não volta ao time. São critérios difíceis de serem entendidos, mas, em se tratando de futebol brasileiro, em que a lei é dura para alguns e nem tanto para outros, tudo é possível.

ÚLTIMA DERROTA – Desde que Scolari assumiu, o Palmeiras não perdeu. A última derrota foi na décima quinta rodada, em 25 de julho, no Maracanã, para o Fluminense (1 x 0, gol de Gilberto), provocando a demissão do técnico Roger Machado, que ainda não voltou ao mercado de trabalho. Àquela altura, o Palmeiras era apenas o sexto colocado. Foi a oitava vitória – quinta por 1 x 0 -, que o Fluminense conseguiu em dezessete jogos em casa.

Foto: Deyverson / Cesar Greco/Ag Palmeiras

FAVORITO – Não há como deixar de atribuir favoritismo ao Palmeiras, que ganhou 13 dos 16 jogos no Allianz Parque e em nove não sofreu gol. A única derrota em casa foi para o Sport (3 x 2), na sétima rodada, dia 26 de maio, também com Roger Machado como técnico. O Palmeiras tem a defesa menos vazada (23), um gol a menos que o Grêmio. Hoje o time não conta com Dudu, terceiro cartão. Borja substituiu Deyverson e Lucas Lima entra na vaga de Moisés, contundido.

TRÊS ZAGUEIROS – O técnico Marcelo Oliveira recompõe o sistema com três zagueiros: Digão, Ibañez, que cumpriu suspensão, e Gum, poupado do 0 x 0 com o Sport, no último domingo à noite, no Maracanã. Mas, a ausência do meia Sornoza, que está com a seleção do Equador para os amistosos das datas Fifa, com certeza será sentida. Em décimo com 41 pontos, pode perder posições se não vencer, e não sairá do lugar em caso de vitória.