Escolha uma Página

O Barcelona empatou com o Napoli (1 x 1), diante de 51 mil torcedores no estádio San Paolo, na noite desta terça (25), no Sul da Itália, e ganhou um problema para o jogo com o Real Madrid: o zagueiro Piqué teve torção forte do tornozelo esquerdo, ao cair de mau jeito, após disputa com o meia Insigne, nos minutos finais, e depende de nova avaliação médica. O francês Lenglet entrou em seu lugar e pode substituí-lo no superclássico de domingo (1).

CHOQUE FORTE – Outro lance que causou apreensão foi o do choque forte de Messi com o goleiro colombiano David Ospina, aos 19 do segundo tempo, na pequena área. Após o cruzamento rasteiro do lateral português Nelson Semedo, o joelho esquerdo de Messi atingiu o peito de Ospina. Após se levantarem, em menos de dois minutos, Messi mostrou-se surpreso com o cartão amarelo do árbitro alemão Felix Brych, desculpando-se com Ospina.

RECORDE IGUALADO – O Napoli fez 1 x 0 aos 30 do primeiro tempo, com o meia belga Dries Mertens, de 32 anos, acertando o ângulo esquerdo do goleiro alemão Ter Stegen, que só olhou. Em seu jogo 307 desde 2013 no clube, Mertens igualou o recorde do eslovaco Marek Hamsic, que fez 121 gols em 520 jogos pelo Napoli, entre 2007 e 2019, quando saiu para o Dalian Yifang, da China. 

DIEGO MARADONA – O ex-craque argentino, hoje aos 59 anos, é o segundo artilheiro do Napoli, com 115 gols, e o ex-são paulino Careca, da mesma idade, é o sexto, com 96 gols, depois do uruguaio Cavani, hoje no PSG, que marcou 104. Maradona fez 259 jogos pelo Napoli, entre 84 e 91, e Careca disputou 221 jogos, de 87 a 93. Os dois ganharam os únicos campeonatos da história de 93 anos do Napoli, em 86-87 e 89-90.

RECUOU MUITO – Bem de acordo com a caracteristica do futebol italiano, que se retrai ao conseguir vantagem, o Napoli voltou muito recuado no segundo tempo e cedeu o empate logo aos 13 minutos. Semedo fez cruzamento rasteiro e o francês Antoine Griezmann marcou de pé direito na pequena área. O Napoli decidiu avançar e aos 17, o atacante espanhol Callejon, frente a frente com Ter Stegen, perdeu o desempate chutando em cima do goleiro.

DISCRETO – O meia Arthur, goiano de 23 anos, que o Barcelona comprou do Grêmio em julho de 2018, foi o primeiro a entrar no segundo tempo, substituindo o croata Ivan Rakitic, de 31 anos, aos 10 minutos. O técnico Enrique Setién deu a Arthur função mais ofensiva e ele só teve uma chance de gol, que perdeu com chute muito alto. Nos minutos finais, o novato Ansu Fatí entrou no lugar de Griezmann e nada acrescentou.

DESFALQUES – O Barcelona não terá o meia Sergio Busquets, dia 18 de março no Camp Nou, no jogo de volta com o Napoli. Ele foi advertido com cartão amarelo pelo árbitro alemão Felix Brych, aos três minutos do segundo tempo, por falta dura, de sola, no tornozelo de Mertens. O jogador do Napoli teve que sair de campo para ser atendido, voltou, mas não suportou a dor e foi substituído aos nove minutos pelo polonês Arkadiusz Milik, de 25 anos.

EXPULSÃO – O meia chileno Arturo Vidal, de 32 anos, é o outro desfalque do Barcelona no jogo de volta com o Napoli. Ele foi bem expulso aos 44 do segundo tempo, após dar uma cabeçada na testa do lateral-esquerdo Mario Rui, português de 28 anos, que o Napoli comprou da Roma em 2018. Vidal foi advertido com o amarelo e depois da cabeça recebeu o vermelho. 

BRASILEIRO – O ex-vascaíno Allan, único brasileiro do atual elenco do Napoli, foi a última substituição feita pelo técnico Gennaro Gattuso, de 42 anos, meia campeão do mundo em 2006. Carioca de 29 anos, no Napoli desde 2015, o volante Allan entrou aos 34 do segundo tempo, no lugar do meia Diego Demme, alemão de 28 anos. Antes, o técnico havia substituído Callejon, aos 28 minutos, pelo romano Matteo Politano, de 26 anos.

Foto: GUGLIELMO MANGIAPANE / REUTERS