Escolha uma Página

Em sua vigésima primeira participação na Copa do Brasil, que ganhou três vezes, o Flamengo se classificou pela décima oitava vez para as quartas de final, ao vencer (3 x 2) o Athletico Paranaense, na noite de ontem (4), no Maracanã, após ganhar (1 x 0) o jogo de ida, na Arena da Baixada, em Curitiba. Bom lembrar: na terceira vez em que foi campeão da Copa do Brasil, em 2013, o Flamengo decidiu com o Athletico Paranaense; na primeira, em 1990, com o Goiás, e na segunda, em 2006, com o Vasco.

QUATRO VEZES VICE – O Flamengo esteve em sete finais da Copa do Brasil, e nas outras quatro, foi vice-campeão, duas vezes consecutivas. Na decisão de 1997, perdeu para o Grêmio; em 2003, para o Cruzeiro; em 2004, para o Santo André, no Maracanã, e em 2017 voltou a perder na final para o CruzeiroA vitória da noite de ontem (4), no Maracanã, rendeu ao Flamengo R$3.300 mil. Se passar às semifinais, mais R$7 milhões. Na decisão, o campeão ganha R$54 milhões, e o vice, R$22 milhões.

RECORDISTA – Com os dois gols no Athletico Paranaense, Pedro tornou-se o recordista de 2020 do Flamengo, com 20 gols em 36 jogos (16, entrando no decorrer). No Fluminense, entre 2016 e 2019, Pedro marcou 31 gols em 93 jogos, mas o máximo que conseguiu foi em 2019, com 19 gols em 40 jogos, antes de ser negociado em 31 de agosto com a Fiorentina. Emprestado sem custo, até dezembro, o Flamengo terá que pagar, em janeiro, 14 milhões de euros (R$95 milhões, no câmbio atual).

EM 11 MINUTOS – Em duas jogadas bem trabalhadas pelo setor direito, o Flamengo chegou aos 2 x 0 em 11 minutos, com os gols que Pedro marcou, com assistência do lateral Mateuzinho, uma das gratas revelações da temporada, aos 23 e aos 34 minutos. A vantagem só foi reduzida aos 41 minutos, quando o meia Erick aproveitou bem a falha do volante Arão e marcou o primeiro gol do Athletico Paranaense. O Flamengo manteve o jogo sob domínio, sem que o goleiro Hugo tenha sido tão exigido.

NA VOLTA DO INTERVALO, não houve alteração significativa no transcorrer do jogo. Sem tanto empenho, o Flamengo manteve o domínio, embora só tenha chegado ao terceiro gol aos 39, quando Michael aproveitou bem o rebote do goleiro Santos, no chute de Lincoln, e fez o terceiro gol. O Athletico Paranaense não diminuiu o ritmo, mas quando Bissoli, que havia entrado no lugar de Fabinho, marcou o segundo gol, aos 44, já não havia tempo para mais nada.

ARBITRAGEM – As decisões de campo do árbitro Rodrigo D’Alonso Ferreira, paulistano de 38 anos, da Federação Catarinense, foram corrigidas pelo árbitro de video. Na primeira, ficou bem claro que o zagueiro Leo Pereira, do Flamengo, não teve intenção de atingir o atacante Carlos Eduardo. A entrada foi dura, mas na bola, e o árbitro, após a revisão, reconsiderou a expulsão. Na segunda, também agiu certo, após consulta ao VAR, na anulação do gol de Tiago Maia, por impedimento de Isla.

VAGA INÉDITA – Depois de 22 anos, o América Mineiro voltou às oitavas de final, e conseguiu a vaga inédita nas quartas de final, ao eliminar o Corinthians. O gol de Marcelo Toscano, no jogo de ida (1 x 0), na Arena Corinthians, deu ao América a vantagem do empate na noite de ontem (4), em seu estádio Independência, em Belo Horizonte, e foi com 1 x 1, em dois gols de pênalti, que o América vai receber R$3.300 mil e esperar pelo próximo adversário.

OS PÊNALTIS – Fagner, lateral-direito paulistano de 31 anos, converteu o primeiro aos 15 do segundo tempo, marcando seu oitavo gol em 312 jogos, desde que voltou ao Corinthians em 2015. O pênalti foi bem claro, com o carrinho do zagueiro Anderson no atacante Mateus Davó. Com igual precisão, o atacante Rodolfo, de 28 anos, paulista de São Manuel, converteu o pênalti que o lateral Lucas Piton cometeu, aos 39 do segundo tempo, ao desviar a bola com o braço. O VAR auxiliou bem o árbitro Wagner Magalhães, da Federação do Rio de Janeiro.

ÚLTIMAS VAGAS – O Palmeiras pode perder até por um gol para o Bragantino, na noite de hoje (5), em seu Allianz Parque, depois de ganhar (3 x 1) o jogo de ida em Bragança Paulista. É a estreia do técnico português Abel Ferreira, com apenas dois treinos. No outro jogo, na Serra Gaúcha, a vantagem do Grêmio é só do empate, depois de ganhar (1 x 0) o jogo de ida com o Juventude, na Arena Grêmio. O sorteio dos jogos das quartas de final, entre os dias 11 e 18, será feito amanhã (6) na sede da CBF.

Foto: Alexandre Vidal / CRF