Escolha uma Página

O FLAMENGO NÃO SOUBE estrear com vitória na Libertadores de 2024, ao ter mais um em campo nos 30 minutos finais, com a expulsão de Larry, que fez o pênalti em Arrascaeta aos 16 do 2º tempo, e cedeu o empate (1 x 1) ao Millonarios, na noite desta 3ª feira (2), no estádio El Campin, em Bogotá, na altitude de 2.640 metros.

SEM O MEIA DE LA CRUZ, que ficou no hotel em tratamento de febre alta, com quadro viral, Igor iniciou no meio-campo, não correspondeu e foi substituído no intervalo por Alan, passando Erick a jogar mais adiantado, mas sem produzir, e a falhar, como no gol de empate, driblado duas vezes pelo ponta Emerson Rivaldo.

O FLAMENGO DEMOROU a substituir os laterais uruguaios. Mathias Viña, que logo aos 5 minutos isolou, na pequena área, o cruzamento de Bruno Henrique, mas só saiu aos 36 do 2º tempo, quando Ayrton Lucas entrou, e Varela, muito apagado, mas só substituído pelo novato Everton Araújo aos 41 do 2º tempo.

HOUVE DUAS CHANCES de gol para cada time no 1º tempo. As do Flamengo, aos 5, com a finalização falha de Viña, e aos 13, em defesa do goleiro Montero, em chute de Bruno Henrique. As do Millonarios, aos 37, na cabeçada de Castro na trave, e aos 39, no chute do meia Giordana, de fora da área, que Rossi mandou a escanteio.

O GOL DE PEDRO, 12º em 12 jogos, e 20º na Libertadores, foi de pênalti, aos 16 do 2º tempo, de pé direito, no alto, no meio do gol. Larry, que derrubou Arrascaeta, foi expulso. Limitado, mas corajoso, o Millonarios foi em busca do empate, que conseguiu aos 35, em jogada dos novatos que haviam acabado de entrar: Emerson Rivaldo, com dribles em Erick, e o chute final de Daniel Ruiz, meia de 22 anos.

O ARGENTINO AGUSTIN ROSSI, de 28 anos, perdeu a sequência de goleiro do Flamengo sem sofrer gol por mais jogos consecutivos, depois de 1.134 minutos. A marca anterior era de Antonio Cantarelli, então aos 26 anos, com 959 minutos sem ser vazado, entre novembro de 1978 e fevereiro de 1979.

O FLAMENGO DO 1 x 1 na estreia da Libertadores de 2024: Rossi, Varela (Everton Araújo), Fabricio Bruno, David Luiz e Matias Viña (Ayrton Lucas); Erick, Igor (Alan) e Arrascaeta (c); Bruno Henrique, Pedro (Luis Araújo) e Cebolinha. 4ª feira (10), no Maracanã, Flamengo x Palestino, que estreia 5ª (4), em Santiago, com o Bolívar.

NA VOLTA DO TÉCNICO TITE à Libertadores, após sete anos, o Flamengo manteve-se invicto em 2024, com 10 vitórias e o 5º empate, 29 gols marcados e 2 gols sofridos. Domingo (7) o Flamengo vai comemorar no Maracanã o 38º título carioca, depois de vencer o Nova Iguaçu por 3 x 0 no primeiro jogo da decisão de 2024.

O FLAMENGO DEU ENTRADA no recurso em que solicita efeito suspensivo para Gabigol, suspenso até abril de 2025, por tentativa de fraude do exame antidoping realizado de surpresa, durante um treino pela manhã no Ninho do Urubu. A decisão da comissão médica da Fifa não será conhecida antes do dia 30.

O ÁRBITRO DARIO HERRERA, argentino de 39 anos, teve atuação segura em Millonarios 1 x 1 Flamengo. Após marcar o pênalti de Larry em Arrascaeta, expulsou o jogador colombiano, e fez duas advertências corretas com cartão amarelo: Castro, aos 21 do 1º tempo, por falta em Arrascaeta, e Luis Araújo, aos 38 do 2º tempo, por pé alto na cara de Castro. O jogo terminou com chuva forte.

Fotos: Staff Images/Conmebol… / Pedro H. Tesch/Getty Images