Escolha uma Página

Quem o diz não sou eu, embora concorde. Quem o disse, depois dos 2 x 2 deste domingo (26) com o América Mineiro, em Belo Horizonte, foi o zagueiro Rever, capitão do Flamengo, que esteve duas vezes à frente do placar e cedeu o empate em jogo de quatro gols de cabeça. Dos cinco empates, quarto como visitante, e o primeiro em 2 x 2, o que manteve o Flamengo em terceiro lugar, com 41, mas, agora, a quatro pontos do líder São Paulo (45), único do G6 a vencer na rodada.

O Flamengo fez 1 x 0 aos 15 com o gol de Everton Ribeiro, que deu muita movimentação ao time, mas cansou no final, e o América empatou sete minutos depois com Rafael Moura. No segundo tempo, Everton Ribeiro lançou e Lucas Paquetá marcou o segundo gol aos 16. Três minutos depois, Cueller foi (bem) expulso ao agarrar Robinho, obrigando o Flamengo a recuar para tentar garantir a vantagem, reforçando a defesa com as entradas de Arão e Rhodolfo.

O América insistiu e apertou o Flamengo no próprio campo, acabando por merecer o empate ao final com o gol de Gerson Magrão, que cabeceou livre e com o gol vazio, na pequena área, aos 42 minutos, depois que Diego Alves saltou e a bola voltou da trave direita na cobrança de falta de Marquinhos. Com o quinto empate em seu sexto 2 x 2, o América terminou a rodada 21 em nono lugar com 26 pontos. 12.886 pagantes no estádio Independência e boa arbitragem de Jean Pierre Lima, da Federação Gaúcha.

Além de Cuellar, expulso, o Flamengo também não contará com o zagueiro Léo Duarte, que recebeu o terceiro cartão amarelo. O próximo jogo será com o Ceará, domingo (2 de setembro), às 11 horas, no Maracanã. Antes, o Flamengo fará o jogo de volta das oitavas de final da Libertadores com o Cruzeiro, quarta (29), no Mineirão. Como perdeu (2 x 0) no Maracanã, vai precisar de igual placar para decidir a vaga nos pênaltis ou de 3 x 0 para se classificar.