Escolha uma Página

O Fluminense abriu o placar logo aos dois minutos, com o gol de cabeça de Fred, que igualou Edmundo como terceiro artilheiro do Campeonato Brasileiro com 153 gols, mas levou a virada do Athletico Paranaense, que manteve a vice-liderança com os 4 x 1 da tarde de ontem (30), no estádio da Cidadania, em Volta Redonda. O volante Richard empatou aos 26 e o Athletico teve gol anulado aos 39, por impedimento do meia Leo Cittadini, que completou 100 jogos.

INSTÁVEL – O Fluminense levou a virada aos 29 do segundo tempo, com o gol do atacante Vitinho, e dois minutos depois sofreu o terceiro gol, de cabeça, do zagueiro Zé Ivaldo, após falta do atacante Nikão, que completou a goleada aos 48, convertendo pênalti de Nino em Leo Cittadini, bem marcado pelo árbitro mineiro Ricardo Marques Ribeiro e confirmado pelo VAR. Foi a vigésima quarta derrota do Fluminense em 111 jogos em Volta Redonda, no Sul do estado do Rio.

119 ANOS – O Fluminense inicia hoje as comemorações dos 119 anos da sua fundação (21/7/1902), com campanha instável – 2 vitórias, 4 empates, 2 derrotas, saldo negativo de 2 gols (7 a 9) – e pode cair mais uma posição, terminando a rodada em décimo, se o Flamengo vencer hoje (1) o Cuiabá. Foi a primeira derrota em quatro jogos como mandante, depois de 1 x 0 no Cuiabá e no Santos; de 1 x 1 com o Corinthians, e da goleada de 4 x 1 do Athletico Paranaense.

PRESSÃO – Visivelmente abatido com o resultado, o técnico Roger Machado mostra-se preocupado com a “extrema pressão” que o time sofrerá a quatro dias do Fla-Flu da nona rodada, domingo (4), na Arena Corinthians. Na entrevista após o jogo, o treinador usou duas vezes os substantivos femininos tristeza e decepção, quando poderia ter resumido utilizando apenas o segundo, de vez que decepção é um sentimento negativo de tristeza e mágoa.

PALMEIRAS BEM – O Palmeiras venceu bem o Internacional por 2 x 1 na noite de ontem (30), na Arena Beira Rio, em Porto Alegre, e manteve o terceiro lugar com 16 pontos. Deyverson fez 1 x 0 aos 10 e o outro gol do Palmeiras foi anulado por impedimento de Breno Lopes aos 38. No segundo tempo, o zagueiro chileno Benjamin Kuscevic deixou o Palmeiras com 10, desde os 20 minutos, quando fez pênalti empurrando o atacante Caio Vidal, e foi bem expulso.

EDENILSON 100% – O volante gaúcho Edenilson, de 31 anos, no Internacional desde 2018, continua 100% nos pênaltis. No gol de empate, ele completou 13 cobranças convertidas, sempre com frieza e deslocando o goleiro. O gol da vitória do Palmeiras foi de Danilo, único do meio-campo a não ser substituído, que decidiu o jogo aos 44 minutos, após o cruzamento de Danilo Barbosa. Sem vencer em casa, o Inter caiu para o décimo quarto lugar com 9 pontos.

SEGUNDA VIRADA – Depois de três empates e uma derrota, o Fortaleza venceu de virada a Chapecoense por 3 x 2, na noite de ontem (30), na Arena Castelão, e manteve o quarto lugar com 15 pontos. Anselmo Ramon, de pênalti, fez o gol do primeiro tempo aos 35, e na volta do intervalo, David empatou aos 4 e Robson, o da virada, aos 16, com assistência de Pikachu, que marcou o terceiro aos 27. Aos 36, Perotti fez o segundo da Chapecoense, em penúltimo lugar.

MELHOR GAÚCHO – Na segunda vitória consecutiva, depois do 1 x 0 no Flamengo, o Juventude ganhou do Grêmio por 2 x 0, gols de Paulinho Boia e Mateus Peixoto, na noite de ontem (30), no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Em sexto com 12 pontos, é o melhor time gaúcho no Brasileiro 2021, à frente do Internacional, décimo quarto com 9, e do Grêmio, último dos vinte, ainda sem vitória, só com 2 empates, após sofrer a quarta derrota.

ALELUIA, AMÉRICA! – Em jogo de sete gols, a primeira vitória do América Mineiro foi fora de casa, nos 4 x 3 da noite de ontem (30) no Bahia, no estádio de Pituaçu, na região metropolitana de Salvador. Felipe Azevedo e Juninho Valoura no primeiro tempo, e Rodriguinho. No segundo tempo, o ex-vascaíno Ribamar fez o terceiro de cabeça e Juninho, o quarto, e Gilberto marcou os outros dois do Bahia, sétimo com 11 pontos. O América, décimo sexto com 6 pontos.

TABU MANTIDO – O São Paulo não consegue mesmo ganhar na Arena Corinthians, desde a inauguração em 2014. Já são 15 jogos, com 10 vitórias do Corinthians 5 empates, com o 0 x 0 da noite de ontem (30). O lance com mais perigo de gol foi o da cabeçada do zagueiro Gil na trave do São Paulo, que completou o oitavo jogo – 5 empates, 3 derrotas, saldo negativo de 5 gols (4 a 9) -, sem sentir o gosto da vitória. O Corinthians é décimo com 10 pontos.

OUTRO 0 x 0 – Sem conseguir furar a retranca, como no jogo da terceira rodada com o Juventude, o Santos ficou em outro 0 x 0 com o Sport, que foi à Vila Belmiro, na noite de ontem (30), só para não perder. Com 12 pontos, igual ao Juventude, sexto, o Santos é quinto pelo saldo de gols. Os dois podem ser ultrapassados pelo Flamengo, em caso de vitória sobre o Cuiabá, na noite desta quinta (1), na capital do Mato Grosso.

GRANDE SALTO – O Flamengo pode subir de seis a sete posições e saltar do décimo segundo para o sexto ou quinto lugar, se vencer o Cuiabá, na noite de hoje (1), na Arena Pantanal. Com 9 pontos, o Flamengo ultrapassaria Fluminense e Corinthians (10), Bahia (11), e empataria com Juventude (12) e Santos (12), superando-os em vitórias. O Flamengo ficaria na dependência de Atlético e Atlético Goianiense, ambos com 10 pontos, que se enfrentam no Mineirão. Bom dizer: o Flamengo tem menos dois jogos, ambos como visitante, com o Grêmio e o Athletico Paranaense.

LÍDER FOLGADO – Único invicto – 5 vitórias, 2 empates -, com 17 pontos, o Bragantino chegaria aos 20, em caso de vitória hoje (1), em casa, sobre o Ceará, décimo terceiro com 9, e voltaria a ter 4 pontos de vantagem sobre o Athletico Paranaense, que manteve a vice-liderança com 16, ao golear o Fluminense. Nem mesmo a derrota tira o Bragantino da liderança, apenas o deixaria sem a invencibilidade.

Foto: Perfil Brasil