Escolha uma Página

Os ingleses continuam dando um toque especial de renovação na história do seu futebol. O mais recente é o da inauguração do estádio do Tottenham, clube tradicional de 136 anos do norte de Londres, no dia 3 de abril, no jogo com o Crystal Palace, também da capital, pela Premier League. Todos os 62.062 lugares estarão ocupados, assim como seis dias depois no jogo com o Manchester City pelas quartas de final da Champions League.

CINCO BILHÕES – O novo estádio, construído em menos de dois anos, teve custo de um bilhão de libras – moeda mais valorizada do mundo -, o equivalente a cinco bilhões de reais. A exemplo do Manchester United – um dos três clubes mais valiosos do mundo – e do Manchester City – apoiado por uma grande empresa aérea saudita -, o Tottenham deverá ter o suporte de uma empresa de renome mundial, embora o clube ainda não tenha se pronunciado. O Arsenal, outro gigante londrino, também tem seu belo estádio.

EVENTOS TESTE – Toda inauguração de estádio na Europa é precedida de eventos teste. O primeiro que o Tottenham realizou foi ontem (24), com o jogo em que seu time sub-18 ganhou (3 x 1) do Southampton. 29 mil torcedores compareceram e logo após o atacante Neil Benett, de 17 anos, ganhou placa especial por ter marcado o primeiro gol. O técnico argentino Maurício Pochettino, de 47 anos, no clube desde 2014 e com o contrato renovado até 2022, não escondeu sua grande emoção.

SETEMBRO 1938 – O recorde de público do antigo estádio do Tottenham foi no jogo com o Sunderland, dia 5 de março de 1938, diante de 75.038 torcedores, a capacidade máxima. O clube ergueu o White Hart Lane, seu estádio até 15 de maio de 2017, quando iniciou a demolição. O prazo do término da obra foi antecipado e o último evento teste será no próximo sábado (30), desta vez com 45 mil torcedores, no jogo das lendas do Tottenham e da Internazionale de Milão. Um show dos craques de todos os tempos.

Foto: Radar Esportes