Escolha uma Página

15 gols em 18 jogos resumem bem a importância de um atacante, que mudou a história de um time. Quando Ibrahimovic  voltou, no 0 x 0 com a Sampdoria, o Milan era décimo primeiro com 21 pontos em 17 rodadas. Na última rodada, com 3 x 0 no Cagliari, o Milan terminou em sexto, com 66 pontos, com a segunda melhor campanha depois da eneacampeã Juventus. Aos 38 anos, o artilheiro deixou de lado a humildade: “O Milan seria campeão se eu estivesse no time desde o início.

IBRAHIMOVIC está coberto de razão. O Milan terminou 2019-2020 tendo o ataque mais positivo da Europa, com 35 gols, mais um que o do Manchester City e mais três que o da Inter. Os 35 gols foram feitos em 12 jogos, média de 2.91 gols por jogo, desde que o campeonato recomeçou, após a pandemia do novo coronavírus. Os números da carreira do atacante, iniciada em 1999 no Malmo, da cidade sueca onde nasceu, em 3 de outubro de 1981, atestam: 481 gols em 808 jogos, em nove times em que atuou.

ALTO NÍVEL -Ao sair do Malmo – 47 jogos, 18 gols -, Ibrahimovic só jogou em times de alto nível: Ajax – 110 jogos, 48 gols; Juventus – 92, 26 gols; Inter – 117, 66 gols; Barcelona – 46, 22 gols; PSG – 180, 156 gols; Los Angeles Galaxy – 58 jogos, 53, e nas três passagens pelo Milan, 67 gols em 105 jogos. Ele resume o que deve ser o artilheiro: “É preciso ser clínico e bem agressivo na frente do gol para aproveitar bem. A chance, em alguns jogos, é uma só, não pode deixar de aproveitar.

O VELHO – Ibrahimovic seguirá com o Milan na temporada 2020-21, já perto dos 40. Quando se atrevem a chamá-lo de velho, ri. Gosta de se comparar a Benjamin Button, referindo-se ao conto do americano Francis Scott Fitzgerald, que virou filme, em que o personagem nasce como um idoso e ao longo da vida vai ficando jovem. Com bom humor e sempre escancarando o sorriso, o atacante do Milan diz: “A diferença é que sempre fui jovem, nunca velho. Vou passar dos 40, 50, 60, 70, e vou continuar jovem.

BOM DIZER – O Italiano 2019-20 terminou ontem (2) com 1.154 gols em 380 jogos, média de 3.03 gols por jogo. Os cinco primeiros tiveram média igual ou acima de dois gols por jogo: Atalanta – 98 gols (2,57). Inter – 81 gols (2.13). Lazio – 79 gols (2.07). Roma – 77 gols (2.02) e a campeã Juventus – 76 gols (2 por jogo). Ciro Immobile, da Lazio, igualou o recorde de gols do Italiano, ao marcar 36, o que lhe valeu, pela primeira vez, ganhar a Chuteira de Ouro de artilheiro da Europa.

Foto: Trivela