Escolha uma Página

Não são poucos os motivos que levaram Jorge Jesus, menos de um mês depois de acertar a permanência no Flamengo, a decidir pela volta ao Benfica. Em sua coluna FLASH!, no RECORD, prestigioso diário esportivo de Lisboa, a jornalista Joana Guterres já havia escrito em destaque, na edição de quinta (16): “JESUS REGRESSA PARA RECUPERAR O CASAMENTOEla ilustra a matéria com uma foto da mulher do treinador e detalha o motivo principal do retorno dele a Lisboa.

“JESUS REGRESSA PARA RECUPERAR O CASAMENTO. O técnico do Flamengo está a viver uma polêmica na sua vida pessoal e é fundamental que venha a Portugal “fazer as pazes” com a mulher, Ivone. A FLASH! sabe que Ivone está “cansada” de toda a história relacionada com a advogada brasileira Paula Belinger e Jesus terá agora pelo menos 15 dias para recarregar baterias junto à companheira de longa data, mãe de Mauro, seu filho mais novo, e recuperar o casamento de quase 30 anos“.

QUANDO a jornalista publicou a matéria, o acerto de Jesus com o Benfica ainda não havia sido feito, mas a decisão do técnico, um dia depois, confirmou na íntegra a matéria dela. Os comentários em Lisboa sobre o romance extraconjugal de Jesus, no Rio, passaram a se tornar mais frequentes desde que a advogada dele foi ao Catar, em dezembro, para o jogo com o Liverpool, e apareceu com a camisa do Flamengo, tendo ao fundo a imagem do estádio da capital Doha.

BEM ANTES – Jorge Jesus vai completar 66 anos na próxima sexta (24), quando já estará em Lisboa para comemorar o aniversário no reencontro com a mulher Ivone e o filho Mauro. Sua decisão de só anunciar oficialmente ontem (17) a saída do Flamengo já havia sido tomada bem antes do Fla-Flu da Taça Rio. Suas reações na área técnica do Maracanã não eram as de antes, quando andava de um lado ao outro e se agitava para passar orientações. Seu semblante era de desânimo, bem triste.

NEM MESMO na comemoração, quando os jogadores o lançaram ao alto, a felicidade não parecia completa. Seu sorriso não refletia uma demonstração de alegria total. Ele já havia dito, em conversa reservada, que estava na hora de voltar e pegou o gancho do calendário como principal desculpa. Esquivou-se algumas vezes a falar sobre a permanência e o próprio presidente não mostrou firmeza quando disse que “terça-feira ele estará dirigindo o treino”.

JORGE JESUS não sai 100% feliz do Flamengo, mesmo com os cinco títulos que ganhou em um ano. A repercussão não foi a que esperava, nem mesmo com a Libertadores, principal conquista, que fica restrita à América do Sul. Ele também aguardava mais retorno do clube e disse isso antes de acertar a renovação, que só queria por 12 meses e não por 18, como pretendia o Flamengo para coincidir com o fim do mandato da diretoria. O aumento que lhe foi dado ficou aquém do que pretendia ganhar.

O TÉCNICO volta ao Benfica, sem tanta diferença nos valores que ganhava no Flamengo, mas na esperança de despertar o interesse de outro clube que possa lhe dar condições de entrar forte na Liga dos Campeões, seu sonho de consumo. A derrota para o Liverpool o deixou inconsolável porque o Mundial de clubes seria a cereja do bolo da sua carreira. Jorge Jesus volta ao cenário europeu, em um clube em condições de só lhe oferecer o possível para ser campeão nacional. 

Foto: Ricardo Moraes / REUTERS e Flash.pt