Escolha uma Página

Depois da eliminação da Copa do Brasil e da Libertadores, o Flamengo ainda pode salvar 2020, com o bicampeonato brasileiro, repetindo o que só conseguiu em 82 e 83, ao vencer o Grêmio e o Santos, em finais históricas, como tantas outras importantes, que cobri enquanto repórter da era de ouro do rádio. No Brasileiro de 2020, pode haver o desempate entre Flamengo e São Paulo, cada um com seis títulos, e se um ou outro for campeão, estará se igualando ao Corinthians, que ganhou sete.

BOM DIZER desde logo, antes da análise da situação dos quatro times do Rio, que desde dezembro de 2010, quando a pedido dos clubes, a CBF decidiu unificar o Campeonato Brasileiro, reconhecendo as competições anteriores a 1971 e dando à Taça Brasil (hoje Copa do Brasil) e ao Rio-São Paulo (depois Torneio Roberto Gomes Pedrosa), o peso equivalente ao do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras tornou-se o maior campeão, com 10 títulos, e o Santos, com 8, o único pentacampeão (61-62-63-64-65).

O FLAMENGO terá mando de campo nos dois próximos jogos, com Santos e Bahia, e os outros seis serão com Fluminense, Ceará, Palmeiras, Vasco, Corinthians e Internacional. FORA DO RIO, o Flamengo fará sete jogos: Fortaleza, Goiás, Athletico Paranaense, Grêmio – reprogramado para 27 de janeiro -, Sport, Bragantino e São Paulo, na última rodada, domingo, 24 de fevereiro de 2021, no estádio do Morumbi.

O FLUMINENSE, tentando vaga direta na Libertadores, vai disputar seis jogos com o mando de campo: São Paulo, Sport, Botafogo, Goiás, Atlético Mineiro, e Fortaleza, na última rodada. Como visitante, o primeiro jogo será com o Vasco, no próximo domingo (13), em São Januário, e com Atlético Goianiense, Flamengo (Fla-Flu no Maracanã), Corinthians, Coritiba, Bahia, Ceará e Santos.

O VASCO disputará oito jogos em seu estádio e dois serão clássicos cariocas com Fluminense, no próximo domingo (13), e Botafogo. Os outros jogos em São Januário serão com Santos, Coritiba, Atlético Mineiro, Bahia, Internacional e Goiás, na última rodada. Como visitante, o Vasco jogará com Athletico Paranaense, Atlético Goianiense, Bragantino, Palmeiras, Flamengo – com o mando de campo no Maracanã -, Fortaleza e Corinthians. Bom dizer: Vasco x Palmeiras, da primeira rodada, será dia 27 de janeiro, em São Paulo.

O BOTAFOGO disputará mais seis jogos no estádio Nilton Santos: Corinthians, Athletico Paranaense, Atlético Goianiense, Sport, Grêmio e São Paulo. Dos oito jogos como visitante, um com o Vasco em São Januário, outro no Maracanã com o Fluminense, e os demais, fora do Rio, com Internacional, Coritiba, Santos, Palmeiras, Goiás e Ceará (última rodada). Bom dizer: o Botafogo tem jogo atrasado amanhã (9), no Morumbi, com o São Paulo.

LANTERNA COMPLICA BOTAFOGO – A vitória do lanterna Goiás (1 x 0, gol de Rafael Moura) sobre o Atlético Goianiense, no jogo que completou a rodada 24, na noite de ontem (7), foi ruim para o Botafogo, que passou a ser o time com menos vitórias (3), superado pelo Goiás (4). O Sport, décimo sexto, último fora do rebaixamento, tem 25 pontos, e a situação dos quatro últimos está cada vez mais complicada, como demonstram os números abaixo.

17 – Vasco, 24 pontos em 23 jogos, 6 vitórias, 6 empates, 11 derrotas, saldo negativo de 11 gols (24 a 35).

18 – Coritiba, 21 pontos em 24 jogos, 5 vitórias, 6 empates, 13 derrotas, saldo negativo de 12 gols (20 a 32).

19 – Botafogo, 20 pontos em 23 jogos, 3 vitórias, 11 empates, 9 derrotas, saldo negativo de 8 gols (22 a 30).

20 – Goiás, 19 pontos em 24 jogos, 4 vitórias, 7 empates, 13 derrotas, saldo negativo de 15 gols (25 a 40).

Foto: DCI