Escolha uma Página

Apesar de ter reconhecido o erro e de já ter sido advertido pelo clube, o técnico José Mourinho será intimado hoje (9) pela polícia de Londres, por descumprir o isolamento social determinado pelo governo do Reino Unido, a fim de que a propagação do novo coronavírus aumente. Sem perceber, o técnico do Tottenham, seu segundo clube em Londres e terceiro na Inglaterra, foi filmado por agentes no Hadley Common, parque do Norte da capital inglesa.

GRAVE – A falta cometida pelo técnico português de 57 anos, que fala inglês com fluência, é considerada grave e Mourinho, ao prestar depoimento nesta quinta (9) em um distrito policial do Norte londrino, terá que se explicar bem. Ele estava orientando três jogadores do Tottenham, que sequer guardavam a distância determinada: o volante Tanguy NDombele, francês de 23 anos; o lateral e meia Ryan Sessegnon, inglês de 19 anos, e o zagueiro Davinson Sanchez, colombiano de 23 anos.

491 JOGOS – Mourinho já dirigiu 491 jogos de times ingleses: 185 de 2004 a 2007 no Chelsea, quando ganhou três vezes a Premier League, e 136 em sua segunda passagem, de 2013 a 2015. No Manchester United, entre 2016 e 2018, foram 144 jogos, e no Tottenham, desde novembro de 2019, 26 jogos. Ele renovou o contrato com o clube do Norte de Londres até 2022-2023, mantendo-se entre os técnicos mais bem pagos do futebol mundial.

REVOLTA – Horas antes de Mourinho ter sido filmado pelos agentes da polícia londrina, o economista Daniel Phillip Levy, de 58 anos, presidente do Tottenham provocou revolta nos demais clubes da Liga Inglesa, ao dizer que vai recorrer ao plano do governo, para pagar com fundos públicos, até 80% do salário dos funcionários, liberados por causa do coronavírus. Levy é o mais antigo dos presidentes de clubes do futebol inglês, desde 2001, e seus críticos lembraram que o Tottenham arrecadou 8 bilhões e 700 milhões de dólares na última temporada.

Foto: O Tempo