Escolha uma Página

O Porto venceu (1 x 0) o Paços de Ferreira na noite desta segunda (29) e abriu seis pontos de vantagem (70 a 64) sobre o Benfica, que horas antes perdeu (2 x 0) para o Marítimo, na Ilha da Madeira. O foi marcado logo aos sete minutos pelo zagueiro Chancel Mbemba, de 25 anos, 1,82m, natural de Kinshasa, capital da República Democrática do Congo, terceira maior cidade da África Central. O jogo foi no estádio Capital do Móvel, em Paços de Ferreira, a 32 km da cidade do Porto.

22 VITÓRIAS – O Porto chegou aos 70 pontos em 29 rodadas, com 22 vitórias, 4 empates, 3 derrotas e saldo de 39 gols, com 57 marcados e 18 sofridos. O vice-líder Benfica, com 64 pontos, tem 20 vitórias, 4 empates, 5 derrotas e saldo de 36 gols, com 59 marcados e 23 sofridos. Faltam cinco rodadas e o Porto será campeão por antecipação se vencer os três próximos jogos, com Belenenses e Tondela, ainda sob o risco de rebaixamento, e Sporting, terceiro com 52 pontos e 16 vitórias.

OS LÍDERES – Marchesin, Manafá, Mbemba, Pepe e Alex Telles; Corona (Fabio Vieira), Danilo Pereira e Otavio (Loum); Uribe (Vítor Faria), Marega e Luis Diaz – o time do técnico Sergio Conceição, de 45 anos, natural de Coimbra. Ele admitiu que “o time poderia ter rendido mais, sobretudo ao fazer o gol logo no início, porém se mostrou ansioso ao entrar em campo já sabendo que o Benfica havia perdido”. O Porto deve ganhar seu vigésimo nono título, enquanto o Benfica, atual campeão, tem 37.

BOM DIZER – Na década, o Porto foi campeão invicto em 2010-11, com 27 vitórias e 3 empates, e com mais 21 pontos que o vice-campeão Benfica. Em 2012-13, o Porto ganhou o terceiro título invicto, com 24 vitórias e 6 empates, tornando-se o único campeão invicto por duas vezes. Em 2017-18, o Porto igualou os 88 pontos do Benfica na campanha da temporada 2015-16, mas com menos uma vitória (29 a 28), porém com menos duas derrotas. 

PROTEÇÃO – A polícia isolou o CT do Seixal, a 24 km de Lisboa, antes da chegada do ônibus do Benfica, após a derrota (2 x 0) para o Marítimo, na volta da Ilha da Madeira. O presidente Luis Filipe Vieira, de 71 anos, assumiu a culpa pelos maus resultados, mas os torcedores querem sua renúncia. Eleito pela primeira vez em 2003, Vieira está em seu quinto mandato e desabafou: “Levamos 31 anos para ganhar o bi, 39 para sermos tri e umtetra jamais havíamos ganho. Quem em 2000 acabou com o Benfica não foi nenhuma pandemia, foram os próprios maus benfiquistas“.

Fotos: Sol.Sapo.pt, Observador, A Bola.