Escolha uma Página

TRÊS DIAS DEPOIS de 2 x 1 na Venezuela, única sul-americana que ainda não disputou Copa do Mundo, a renovada seleção da Itália, do técnico Luciano Spalletti, campeão 2022-23 com o Napoli, venceu o Equador por 2 x 0, na tarde de ontem (24), em Nova Jersey, estado do Nordeste dos Estados Unidos.

O MEIA CANHOTO Lorenzo Pellegrini, romano de 27 anos, abriu o placar logo aos três minutos, com chute forte de fora da área, após a bola bater na barreira em cobrança de falta do lateral-esquerdo Federico Dimarco. Pellegrini é um dos destaques da Roma, com 47 gols em 256 jogos, desde 2017.

NA VOLTA DO INTERVALO, o Equador tentou o empate com muita pressão, mas foi contido pela boa marcação e pelas defesas do goleiro Guglielmo Vicario, de 27 anos, do londrino Tottenham, que substituiu Luigi Donnarumma, de 25 anos, do PSG, titular nos sete jogos anteriores. A Itália mostrou-se forte na marcação.

NO ÚLTIMO MINUTO dos acréscimos, aos 49, uma pintura de gol do meia Nicolò Barella, de 27 anos, da Inter de Milão, com um toque de categoria encobrindo o goleiro Javier Burrai, argentino de 33 anos, do Barcelona de Guaiaquil. Barella é da seleção desde 2017, após passar por sete categorias, desde a Sub-15.

ATUAL CAMPEÃ, ao vencer nos pênaltis a decisão de 11 de julho de 2021 em Londres com a Inglaterra, a Itália estreará na Eurocopa dia 15 de junho com a Albânia, treinada pelo ex-lateral Silvinho, do Corinthians. Os outros adversários, no chamado grupo da morte, Espanha, que joga amanhã (26) com o Brasil, e Croácia.

O TÉCNICO ESPANHOL Félix Sanchez, de 48 anos, mostra-se satisfeito com a evolução do Equador, 5º nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026, com um ponto a mais que o Brasil, 6º com 7 pontos. As duas seleções se enfrentarão em 5 de setembro, no Brasil. Na Copa América, o Equador jogará com Venezuela, Jamaica e México.

EQUATORIANOS E ITALIANOS fizeram uma bela festa na Arena de Nova Jersey, um dos polos da imigração de italianos nos Estados Unidos desde 1890. Muita troca de gentileza entre os jogadores e as comissões técnicas, que também foram ao gramado agradecer aos 25 mil torcedores.

AMANHÃ (26), além de Espanha x Brasil, outros três bons amistosos internacionais das datas Fifa: França x Chile, Inglaterra x Bélgica e Colômbia x Romênia, com a lotação de 70.460 lugares do estádio Cívitas Metropolitano, do Atlético de Madrid, esgotada há um mês. Mais de 60 mil colombianos vivem na capital da Espanha.

Foto: CHARLY TRIBALLEAU / AFP