Escolha uma Página

O Real Madrid manteve a liderança com quatro pontos de vantagem (80 a 76) sobre o Barcelona, que joga hoje (11) fora de casa com o Valladolid, ao impor a décima oitava derrota (2 x 0) ao Alavés, na noite de ontem (10) no estádio Alfredo Di Stefano, no município de Valdebebas, a 20 km de Madrid. Benzema, de pênalti, aos 12 do primeiro tempo, e Asensio, aos 5 do segundo, fizeram os gols da oitava vitória consecutiva do time do técnico francês Zinèdine Zidane.

DOZE ANOS – Foi a oitava vitória seguida e o quinto jogo consecutivo em que o Real Madrid não sofreu gol, o que não acontecia desde 2008. O Real Madrid é o segundo com mais pênaltis (10) no atual campeonato, só menos 1 que o Villarreal (11). Foi o quarto pênalti convertido por Benzema, vice-artilheiro do campeonato com 18, e com 23 gols em 44 jogos na temporada 2019-20. Os três últimos adversários do Real Madrid serão Granada (fora), Villarreal (em casa) e Leganés (fora).

REAL MADRID 2 x 0 ALAVÉS teve dois árbitros. Gil Manzano, madrilenho de 36 anos, torceu o tornozelo esquerdo aos 36 e foi substituído no intervalo por Carlos Carballo, valenciano de 49 anos, engenheiro, que estava como quarto árbitro. Bom dizer: Carlos Carballo apitou Brasil 2 x 1 Colômbia, das quartas de final da Copa do Mundo 2014, dia 4 de julho, no estádio Castelão, em Fortaleza. Foi o jogo em que o lateral Juan Zuñiga deu uma joelhada na região lombar de Neymar, causando fratura na vértebra.

SUSTO E PÊNALTI – O Real Madrid levou susto logo aos 2 minutos com a cabeçada do atacante espanhol Joselu na trave, mas aos 12 abriu o placar, com o gol do francês Karim Benzema, convertendo pênalti do lateral espanhol Ximo Navarro no lateral francês Ferland Mendy. Aos 25, o goleiro belga Courtois evitou o empate em finalização de Oliver Burke, atacante escocês de 30 anos, do inglês West Ham, emprestado ao Alavés, décimo sétimo com 35 pontos e ainda sob ameaça de rebaixamento.

VAR E O OUTRO GOL – Ganhando ritmo e melhorando a cada jogo, após delicada cirurgia que o afastou quatro meses, Marco Asensio, atacante espanhol de 24 anos, 1,82m, natural de Palma de Mallorca, fez 2 x 0 logo aos 5 do segundo tempo. O árbitro Alberola Rojas, do VAR, confirmou a posição legal de Benzema, que poderia anular o gol de Asensio. O goleiro Courtois fez outra bela defesa aos 15, evitando o gol de Joselu. 

BRASILEIROS – O zagueiro Eder Militão iniciou porque o capitão Sergio Ramos cumpriu suspensão. Rodrygo, ex-Santos, foi substituído pelo belga Eden Hazard, aos 36 do segundo tempo, e Vinícius Jr, ex-Flamengo, entrou no lugar de Asensio aos 23 do segundo tempo. Os dois atacantes voltaram a ter desempenho sem brilho. O volante Casemiro, único titular, levou um pisão forte do atacante Abdullahi no dorso do pé e saiu com muita dor aos 43 do segundo tempo, substituído pelo marroquino Brahim Diaz, de 20 anos.

O LATERAL MARCELO, de 32 anos, não disputará os três jogos restantes do campeonato, em virtude da lesão muscular que sofreu no adutor da coxa esquerda. Mesmo com o tratamento intensivo, é pouco provável que o ex-lateral da seleção brasileira se recupere para o jogo de volta da fase final da Champions League, dia 9 de agosto, com o Manchester City. O Real Madrid levou a virada (2 x 1) mo jogo de ida, ainda com público no estádio Santiago Bernabeu, em Madrid, e precisa ganhar na Inglaterra por dois gols.

TÉCNICO ESTREANTE – Depois da demissão do espanhol Gaizka Garitano, de 45 anos, o Alavés promoveu ontem (10) a estreia de outro espanhol, Juan Lopez Muñiz, de 51 anos, ex-zagueiro e técnico só de pequenos – Levante e Malaga foram os anteriores -, que viu o time sofrer a sétima derrota consecutiva e a décima oitava em 35 jogos, caindo para o antepenúltimo lugar com 35 pontos e saldo negativo de 21 gols (32 a 53). O Alavés só marcou dois gols nos últimos sete jogos que perdeu.

O VICE-LÍDER BARCELONA joga hoje (11) com o Valladolid, no estádio José Zorrilla, na cidade de Valladolid, décima terceira maior da Espanha, na região Noroeste da Península Ibérica, a 585 km de Barcelona. Presidido pelo carioca Ronaldo Fenômeno, o Valladolid é décimo quarto com 39 pontos, perdeu 12 e só ganhou 8 dos 35 jogos, com saldo negativo de 10 gols (29 a 39). O time é dirigido pelo espanhol Sergio Gonzalez, ex-meia de 43 anos, no clube há duas temporadas.

Foto: Real Madrid FC