Com a vitória por 2 x 1 na noite desta quarta (18), no estádio da Luz, em Lisboa, o Benfica só precisa do empate no segundo jogo com o PSV, na próxima terça (24), no estádio Phillips, em Eindhoven, no Sul da Holanda, para entrar na fase de grupos da Liga dos Campeões. De acordo com a mudança no regulamento, o gol fora de casa não vale mais como desempate, e para se classificar, o PSV terá que vencer o jogo de volta por dois gols de diferença.

RESULTADO JUSTO – O Benfica mereceu a vitória, embora sem fazer grande exibição.  O primeiro tempo foi bem equilibrado, e na volta do intervalo o goleiro grego Vlachodimos livrou o Benfica da virada, depois que o PSV fez o gol aos seis minutos. O meia Rafa Silva abriu o placar aos 10, com assistência do atacante ucraniano Yaremchuk, e o meia alemão Julian Weigl marcou o segundo gol aos 42, após a defesa rebater o escanteio de Alex Grimaldo.

TIME SEM MEDO – O PSV exerceu domínio quase total no segundo tempo, em que descontou a vantagem do Benfica e ameaçou o time português com seguidos ataques e chutes de meia distância. No quarto de hora final o técnico Jorge Jesus viu-se obrigado a reforçar a defesa para não ceder o empate. O gol do PSV, de fora da área, foi do ala holandês Cody Gakpo, de 22 anos. No primeiro tempo, o goleiro holandês Joel Drommel, de 24 anos, fez boas defesas.

SORTEIO DIA 26 – Os playoffs serão concluídos na próxima semana, com a classificação de mais seis equipes, e o sorteio dos jogos da fase de grupos, que começará dia 14 de setembro, com 32 times divididos em oito grupos de quatro, será no próximo dia 26, na sede da União Europeia de Futebol, em Nyon, na Suíça. 

BEM DISTANTE – Recordista de títulos de campeão português (37), o Benfica foi bicampeão europeu em 60-61 e 61-62, quando perdeu o Mundial de clubes para o Santos, após vencer o Barcelona na final de 60-61. O Benfica foi à final, pela última vez, em 87-88, quando perdeu a decisão para o PSV por 6 a 5, nos pênaltis, depois de 0 x 0 em 120 minutos, em Stuttgart, na Alemanha. O PSV tem 24 títulos de campeão holandês, menos 13 que o Benfica de campeão português. 

Foto: Record