A direção do Hospital Público Garrahan, de Buenos Aires, com rede em todas as 23 cidades da Argentina, fez um agradecimento público a Lionel Messi pela doação de 500 mil euros – 3 milhões 150 mil reais – recebida no início da tarde de hoje (11). Carlos Kambourian, presidente do hospital, recebeu o apoio do craque como “uma ajuda inspirada por Deus”.

QUATRO ITENS – Também emocionada, Silvia Kassab, diretora-executiva da Fundação Garrahan, que controla 280 Centros de Assistência Social desde 1997, disse que “a ajuda de Messi, pelas mãos de Deus, vai ajudar o hospital na compra imediata de quatro itens: respiradores de transferência; monitores multiparâmetros, bombas de infusão e computadores”

SEM FRONTEIRAS – O presidente Carlos Kambourian, médico pediatra, que apoia a instituição, disse que “o hospital não tem paredes nem fronteiras e desenvolve um trabalho cada vez mais empenhado na saúde das crianças”. Os funcionários também ficaram felizes com a ajuda de Messi, “que nunca deixou de apoiar os que mais necessitam”, ressaltou Carlos Carrion, em nome de todos.

BOM LEMBRAR –Lionel Messi, de 32 anos, saiu de Rosário, cidade portuária da região central da Argentina, onde nasceu em 24 de junho, aos 13 anos, com deficiência de hormônios do crescimento, e o Barcelona pagou todo o tratamento. O sucesso da carreira dele está diretamente ligado à competência, simplicidade e ao espírito humanitário.

MESSI, BEM-SUCEDIDO, dentro e fora de campo, é pai de três meninos e vive em harmonia com Antonella, primeira namorada e com quem casou em junho de 2017. Em2008-2009, aos 22 anos, ganhou sua primeira tríplice coroa e primeira Bola de Ouro, e dois anos depois, tornou-se recordista de gols em uma única temporada, na Espanha e em toda a Europa.