A Juventus ampliou neste último domingo (26) de julho o recorde de nove títulos consecutivos de campeã italiana, ao ganhar (2 x 0) da Sampdoria, no Allianz Stadium, em Turim, com um gol de Cristiano Ronaldo, que ainda acertou o travessão em cobrança de pênalti, e outro de Federico Bernardeschi, o primeiro que marcou no campeonato, desde setembro de 2018. Com 36 títulos, a Juventus passa a ter o dobro do Milan e da Internazionale, de Milão, 18 vezes campeões.

COM O NONO TÍTULO consecutivo, a Juventus superou o Bayern de Munique, oito vezes seguidas campeão alemão, conseguindo o recorde na Europa em todos os tempos. O Lyon, heptcampeão francês, liderado pelo meia Juninho Pernambucano, hoje seu diretor-executivo, havia superado entre 2001 e 2008, os dois pentacampeonatos do Real Madrid, entre 1960-64, na geração liderada por Di Stefano e Puskas, e 1986-90, com Hugo Sanchez, Valdano e Butragueño.

GRANDE CHANCE – Depois de fazer 1 x 0 aos 51 do primeiro tempo, completando jogada ensaiada com o volante bósnio Pjanic, que na próxima temporada será do Barcelona, Cristiano Ronaldo perdeu a chance do seu segundo gol, quando já estava 2 x 0, ao chutar no travessão o pênalti do meia Fabio Depaoli, de 23 anos, no lateral brasileiro Alex Sandro, de 29 anos, aos 43 do segundo tempo, bem marcado pelo árbitro romano Francesco Forneau, de 36 anos. 

CRISTIANO RONALDO tem 31 gols e foi ultrapassado por Ciro Immobile, da Lazio, que marcou três, em seu quinto hat-trick, na goleada (5 x 1) no Hellas Verona, igualando-se a Lewandowski, do Bayern, com 34, na disputa da Chuteira de Ouro. Ciro Immobile tornou-se o único italiano a marcar 34 gols na Série A. Só o sueco Gunnar Nordahl, do Milan, com 35 gols em 1949-50, e o argentino Gonzalo Higuain, do Napoli, com 36 gols em 2015-16, fizeram mais gols em 88 anos de história do campeonato.

86 ANOS DEPOIS, Cristiano Ronaldo, com 23 gols em casa, ainda terá dois jogos – quarta (29) com o Cagliari e domingo (2) com a Roma – para bater o recorde, pela Juventus, de mais gols marcados em seu próprio campo, depois de 86 anos, ainda com o francês Felice Borel, sexto maior artilheiro da Juventus, que fez 24 gols, em Turim, no campeonato de 1933-34. Bom lembrar: pelo Real Madrid, em uma só temporada, Cristiano Ronaldo marcou 26 gols em 2010-11 e 25 gols em 2014-15.

OS CAMPEÕES – Sob o comando de Maurizio Sarri, napolitano de 61 anos, a Juventus ganhou o eneacampeonato com Szczesny, Danilo (Bernardeschi), De Ligt (Rugani), Bonuci e Alex Sandro; Rabiot, Pjanic (Betancur) e Matuidi; Juan Cuadrado, Dybala (Higuain) e Cristiano Ronaldo. O primeiro tempo teve sete minutos de acréscimos, em virtude das paralisações para atendimento a Danilo, substituído aos 29 por Bernardeschi, e a Dybala, que também saiu contundido aos 40 para a entrada de Higuain.

SETE PONTOS – Faltando duas rodadas, a Juventus soma 83 pontos, com 26 vitórias, e a vice-líder Inter, 76 pontos, com 22 vitórias. Atalanta e Lazio, 75, seguindo-se Roma, 64, Milan, 60, e Napoli, 59, os sete primeiros. CRISTIANO RONALDO, com 735 gols em jogos oficiais, ultrapassou Romário, com 734. IBRAHIMOVIC, atacante sueco de 38 anos, acertou a renovação com o Milan, depois de ter sido fundamental para a subida do time, com 8 gols e 4 assistências em 17 jogos.

Foto: Facebook oficial do Juventus FC, Goal.com, Futebol-Addict