UM DIA DEPOIS DA ELIMINAÇÃO nos pênaltis, após outro 0 x 0 com o Corinthians, o Boca Juniors anunciou a demissão do técnico Sebastian Battaglia, de 41 anos, ex-volante, recordista de títulos do clube com 18, incluídos quatro da Libertadores e dois mundiais de clubes. Ele dirigia o time desde 2021. Depois do Independiente, o Boca é o segundo maior campeão da Libertadores com seis títulos.

O RIVER PLATE, terceiro argentino com mais títulos da Libertadores (4), foi eliminado na noite de ontem (6), ao empatar sem gol no Estádio Monumental de Nuñez com o Velez Sarsfield, que o venceu por 1 x 0 no jogo de ida. Foi o jogo de despedida do meia Julian Alvarez, de 22 anos, comprado pelo Manchester City por 18 milhões de euros (R$93 milhões), a pedido do técnico Guardiola.

COM A ELIMINAÇÃO DE BOCA E RIVER, a força do futebol argentino, maior vencedor da Libertadores, com 24 títulos, mais seis que o Brasil, será quase nula. O Talleres, da cidade de Córdoba, eliminou o Colon e disputará a vaga nas semifinais com o Velez, considerado favorito.

Foto: Agustin Marcarian/Reuters