O Botafogo ficou próximo da eliminação da Copa Sul-Americana, com a derrota (1 x 0) da noite de ontem (24), em que mais uma vez decepcionou. Foi o quarto jogo sem gol e a terceira derrota consecutiva por 1 x 0 para Grêmio, Santos e Atlético Mineiro, no estádio Nilton Santos, onde os torcedores repetiram o coro de time sem vergonha e voltaram a vaiar os jogadores na saída de campo. O meia Vinícius aproveitou bem a falha do zagueiro Marcelo, que fez o gol com passe de peito do volante Elias aos 35 do primeiro tempo.

O Atlético Mineiro terá a vantagem do empate, no jogo de volta, no Estádio Independência, para avançar às quartas de final da Sul-Americana. O Botafogo só se classifica com vitória por dois gols ou se devolver o 1 x 0 e ganhar nos pênaltis. A expulsão do zagueiro argentino Joel Carli vai obrigar o técnico a improvisar porque não há outro jogador da posição para escalar.

EXPULSÃO – Joel Carli foi expulso aos 36 do segundo tempo, depois de uma falta grosseira em que atingiu o pescoço do atacante Papagaio. Consciente, o árbitro Raphael Claus, da Federação Paulista e da FIFA, foi rever o lance na tela do VAR, embora nem fosse preciso pela clareza da infração. O Botafogo teve Alex Santana e Gustavo, advertidos com cartão amarelo, e o único do Atlético foi para o lateral Patric. R$496.450,50. 14.345 pagantes.

BOTAFOGO – Gatito, Marcinho, Joel Carli, Marcelo e Gilson; Alex Santana, Cicero e João Paulo (Igor Cassio, intervalo); Luis Fernando (Gustavo, intervalo), Diego Souza e Erik (Valencia, 26 do segundo tempo). O técnico Eduardo Barroca terá melhorar o time logo na volta do intervalo, mas as duas substituições simultâneas não surtiram efeito. O Botafogo faz o clássico carioca da décima segunda rodada do Brasileirão com o Flamengo, domingo (28), no Maracanã.

ATLÉTICO – Cleiton, Patric, Rever, Igor Rabello e Fabio Santos; Jair, Elias, Vinícius (Nathan) e Otero (Maicon); Chará e Ricardo Oliveira (Papagaio). Quarto colocado no Brasileirão 2019, a um ponto do Flamengo (21) e a seis pontos do líder Palmeiras e do vice-líder Santos, com 26, o Atlético será visitante no jogo de domingo (28) com o Goiás, nono com 16 pontos, no estádio Serra Dourada. O técnico Rodrigo Santana não antecipou se vai poupar algum titular.

MUITO DIFÍCIL – O momento do Botafogo é muito difícil. Com os salários dos jogadores e da comissão técnica em atraso e sem o suporte de patrocínio, o clube não tem como investir na contratação de reforços. Os últimos quatro jogos sem gol expõem a falta de poder ofensivo do time, que passa a ter uma tendência natural de declínio técnico.

Foto: UOL Esporte