Dez dias depois de levar a virada, nos 4 x 1 da penúltima rodada do turno do Brasileiro, o que pode mudar no Flamengo, hoje (11) à noite, na volta ao Maracanã, na estreia de Rogério Ceni, que só teve um dia de treino para corrigir falhas, que o time tornou a cometer, ao sofrer os 4 x 0 do Atlético Mineiro? O novo técnico se diz adepto do futebol ofensivo, mas, com certeza, o desempenho da defesa nos dois últimos jogos, causando a demissão de Torrent, não pode deixar de preocupar Ceni.

O FLAMENGO perdeu duas referências importantes para o jogo, em que busca, tanto o reencontro com a vitória, que não vem há três jogos, quanto uma atuação melhor. Everton Ribeiro e Pedro serão ausências sentidas na noite desta quarta no Maracanã. O meia, pela criatividade; o atacante, pela finalização quase sempre muito precisa, com atestam os 20 gols que fez na temporada. Depois de bom tempo, Bruno Henrique e Gabriel voltam a iniciar um jogo, mas o ritmo de Gabriel não é o ideal.

O SÃO PAULO conta com o retorno importante de Daniel Alves, dos mais eficientes e regulares do time, que só não terá um titular, o ex-volante Tchê Tchê, agora na lateral, por estar de quarentena. A velocidade e os deslocamentos constantes de Brenner e Luciano, atacantes que criam espaço e confundem a marcação da defesa, representam grandes trunfos da equipe. A previsão é de seja um jogo franco, com cautela defensiva, mas com prioridade para a busca do gol, como gostam os técnicos.

FERNANDO DINIZ, técnico do São Paulo, mostra-se ainda mais otimista. Ele considera que o time está em ascensão e motivado, depois de melhorar a posição na tabela do Brasileiro, que não ganha desde o tri de 2006-07-08, o que vai refletir em desempenho mais apurado na Copa do Brasil, título ainda inédito na história do clube. Será apenas o terceiro jogo de Diniz no São Paulo com o Flamengo, empate e vitória.

ROGÉRIO CENI, técnico do Flamengo, não deixa de viver grande expectativa na estreia, após antecipar que pretende morar na própria concentração para se dedicar o tempo todo ao clube. Ceni tem consciência do desafio, ao assumir o terceiro time de ponta, após não ter sido bem-sucedido no próprio São Paulo e menos ainda no Cruzeiro, de onde saiu muito criticado. Aliás, ele também foi alvo de uma postagem do zagueiro colombiano Juan Quintero, que dirigiu no Fortaleza.

EM SEU PERFIL no Instagram, mesmo sem citar o nome do técnico, Juan Quintero publicou: “Eu me vejo no seu rosto, meu filho, e em seu caráter! E uma das coisas que vou te ensinar é ser um homem de verdade, e mostrar que sua palavra vale mais do que um papel com uma assinatura, porque eu fui ensinado por teu avô quando criança”. O zagueiro rejeitou propostas de outros clubes, no início do ano, para continuar no Fortaleza porque Ceni havia dito que permaneceria muito tempo no clube. 

INTERNACIONAL FORTE NA VOLTA DE ABEL BRAGAO discurso de Abel Braga na volta ao Internacional mexeu muito com os brios dos jogadores e teve reflexo positivo entre os torcedores, que recordam a eficiência do trabalho realizado em 2006, ao entrar para o grupo seleto de técnicos que ganharam a Libertadores e o Mundial de clubes no mesmo ano. Em sua sétima passagem pelo clube, Abel disse que “o Inter será um time valente do início ao fim, capaz de superar todas as dificuldades para sair de campo com a vitória”.

ABEL BRAGA diz ter certeza das dificuldades que o Internacional vai encontrar no jogo da noite de hoje (11), na Arena Beira Rio, porque “o América tem bons valores e bom técnico, como mostrou ao eliminar o Corinthians com a vitória em São Paulo”. O técnico só lamenta ter tido apenas um treino para orientar os jogadores, mas diz também não ter dúvida que o entrosamento com o grupo vai aumentar em pouco tempo.

O INTERNACIONAL chega às quartas de final da Copa do Brasil muito motivado, depois de eliminar o Atlético Goianiense com duas vitórias, e Abel Braga vê o time preparado para as duas frentes simultâneas. Sábado (14), na Vila Belmiro, defenderá a liderança do Campeonato Brasileiro, e na próxima quarta (18) estará em Belo Horizonte para o jogo de volta da Copa do Brasil com o América.

CUIABÁ x GRÊMIO – Segundo maior vencedor da Copa do Brasil, com cinco títulos – o Cruzeiro tem 6 -, o Grêmio vai encontrar o Cuiabá, que pela primeira vez participa, mas é o único da história do futebol do Mato Grosso a chegar às quartas de final, sem sete titulares, que já haviam atuado na competição por outras equipes. Isso não muda o pensamento do técnico Renato Portaluppi quanto às dificuldades do jogo, que será o primeiro desta noite, às 19 horas, na Arena Pantanal.

imagem: Estadão Esportes