O FLUMINENSE SOFREU A 9ª DERROTA EM 17 JOGOS COMO VISITANTE, 8ª SEM FAZER GOL, 7ª POR 1 x 0, para o Juventude, na noite fria de ontem (17), no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, e terminou a 33ª rodada em 8º lugar, com 45 pontos, 12 vitórias, 12 derrotas, 9 empates, saldo negativo de três gols (31 a 34). É o resumo da campanha de um time limitado, que vive em sobe e desce constante, ganha hoje, perde amanhã, e não consegue se firmar.

O GOL QUE DECIDIU O JOGO FOI MARCADO de cabeça pelo zagueiro paraense Vitor Mendes, de 22 anos, 1,86m, emprestado pelo Atlético Mineiro, que soube completar o passe de cabeça do volante sergipano Dawhan, após a falta cobrada pelo meia paulista Jadson, aos 18 minutos do primeiro tempo. O Fluminense recorreu às cinco substituições, trocou todos os atacantes e não teve poder ofensivo sequer para empatar o jogo, ganho com méritos pelo Juventude.

DESDE QUE O TÉCNICO CARIOCA JAIR VENTURA, de 42 anos, ex-atacante, filho de Jairzinho, o Furacão da Copa de 70, assumiu, há exatamente um mês, o Juventude iniciou a reação para evitar o rebaixamento. Após dois empates, a vitória sobre o Fluminense foi a terceira consecutiva e o Juventude subiu do 17º para o 15º, com 39 pontos e 9 vitórias. Ganhar do líder Atlético, sábado (20), no Mineirão, é o próximo desafio do Juventude, que sofreu só 1 gol nos últimos 5 jogos.

O TÉCNICO MARCÃO COMPLETOU 20 JOGOS, desde que substituiu Roger Machado, em agosto, sem conseguir fazer a equipe evoluir. O Fluminense, com Marcão, está igual em vitórias e derrotas (8), e 4 empates, e em gols marcados e sofridos (20). A única exibição convincente foi a da virada por 3 x 1 sobre o Flamengo, também vencido, quando Roger Machado era o técnico, no jogo do turno, por 1 x 0 na Arena Corinthians. Desde então, o Fluminense voltou a ser vulgar.

O CONFRONTO DIRETO COM O AMÉRICA MINEIRO, domingo (21), no Maracanã, é decisivo para o rumo do Fluminense, faltando cinco jogos para o final. O Fluminense é 8º e o América Mineiro 9º, ambos com 45 pontos, e o Fluminense com a vantagem de uma vitória (12 a 11). O vencedor só pode subir uma posição, desde que o Internacional, 7º com 47, não vença o Flamengo, sábado (20, na Arena Beira Rio, em Porto Alegre. 

GOLEADA DO CEARÁ – O impacto da goleada que o Ceará aplicou no Fortaleza por 4 x 0, na noite de ontem (17), na Arena Castelão, poderá ser sentido tanto por Fluminense e América Mineiro, se empatarem, quanto pelo Internacional, se perder. Seria o maior salto de qualidade do Ceará, com o técnico gaúcho Tiago Nunes, subindo três posições e terminando a 34ª rodada em 7º com 48 pontos, se vencer o Atlético Goianiense, missão possível, mesmo em Goiânia.

AMÉRICA MINEIRO E ATLÉTICO GOIANIENSE não saíram do 0 x 0, na noite de ontem (17), no estádio Independência, em Belo Horizonte. Foi o 12º empate de cada time e o 38º sem gol do atual campeonato. O Atlético Goianiense, em queda livre, pode entrar no rebaixamento, se hoje (18), no último jogo da rodada, o visitante Bahia vencer o Sport, na Arena Pernambuco. Depois de contribuir para a permanência do Vasco, o técnico Marcelo Cabo colocaria outra equipe na Série B.

Foot: Lance!